domingo, 9 de novembro de 2008

Vem...


Vem, embala-me ao sabor da maré
vem e dissipa a tristeza, a solidão da minha alma
vem, toma-me em teus braços
e juntos faremos castelos de areia feitos de sonhos

Mas, acima de tudo vem...

5 comentários:

Anónimo disse...

Gosto muito muito mesmo :)
escreves bem de mais**

**

Marina

Sérgio disse...

Mt bom, continua:)

beijão

Momentos disse...

Gostei imenso desse :)
escreves muito bem! **

Anónimo disse...

Poucas palavras, mas que tem tanto a dizer.
É impossivel nao ficar rendida com os textos, mais um extraordinario!
Apesar de nao estar no teu lugar, como quem diz, transmites muito profundamente em quase todos eles, que ha uma "espera" por alguem!
Quem os lê, como eu, por vezes sente-se como a personagem principal,numa simples leitura de um livro, pois identifica-se nas tuas palavras.

Beijinho

/Marina

Anónimo disse...

Desculpa a invasao e a persistencia (: mas é impossivel nao ficar fascinada com os textos (:
sou a mesma pessoa que a do blog "momentos do ser" ao qual ja esta eliminado!
Obrigada pelo comentario que ha uns dias fizes-te num texto meu.


Beijinho

/Marina